A gravidade atrai os corpos
Terça-feira, 24 de Maio de 2005
Vontade
Por um lapso de pensamento, habituei-me a ver o mundo como um caso perdido.
Pareceu-me, então, que todas as coisas valiam de acordo com o esforço que solicitavam.
Por princípio "fácil, fácil, só a merda".

Não foi uma definição definitiva mas tinha um padrão de procura que parecia conciliar os destinos e as vozes.

Afinal de que valia tanto esforço se antes e depois a vitória estava atribuída à indiferença?

O tempo - aparece sempre o tempo - tinha para si uma espécie de esforço continuado que parecia reservar-lhe o topo da pirâmide.

No início estava concentrado o esforço de explodir.
No universo havia um esforço saturado de infinitos.
Na vida havia um esforço incompreensível contra a morte.

O pensamento era um esforço sistemático para ser.
E os sentidos em esforço desesperado para compreender.

Na palavra colocava-se o esforço sobre-humano do entendimento.
Do texto saltava o esforço peculiar da permanência.
Da analogia vinha o dramático esforço de unificar.

Em Deus havia o esforço ilimitado da imaginação.
Pelo corpo passava o esforço divino do desejo.
E as mãos eram o esforço derradeiro de prender.

E tudo isto para acabar embasbacado a olhar para a verdade da televisão.

amm


publicado por prólogo às 21:49
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Forma

Rasto

Eco

Conto

Adiamento

Vácuo

Longe

Surpresas

Ácido

Cansaço

arquivos

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds