A gravidade atrai os corpos
Quarta-feira, 27 de Abril de 2005
Bruma
Não é dramático que não se saiba.
É assim que a maior parte das vezes as coisas se passam e ninguém fica pior por isso.
Ou, se fica, é assim um ficar mal sem razão.
Uma vontade de piorar que não tem a ver com saber ou não saber.

Saber alguma coisa já seria uma espécie de extravagância.
Um protesto contra a realidade.
E, como todos os protestos, um grito em vão.
Basta saber, ainda que com reservas, que não é necessário preocuparmo-nos com o que não se sabe.

Talvez seja um jogo de palavras.
É de certeza um jogo de palavras.
Isto se não levarmos o conceito de certeza muito a sério.
E o jogo é mesmo para levar sempre a brincar.
Um jogo, como sabemos, e isto de sabermos é apenas uma maneira de falar, é sempre um jogo perigoso.

Houve um tempo, dizem, em que as certezas eram o pão nosso de cada dia.
Uma época estranha em que se tomavam as aparências por verdades, como hoje, mas em que se levava isso a sério.
Um tempo da história em que as coisas apareciam e eram vistas como possíveis.

Depois passou.
Da mesma maneira que passa uma dor de cabeça.
E voltámos convictamente à estranheza perante as distinções entre certo e errado.
Voltámos a olhar para os objectos como manifestações da vulgar urgência do espaço em travestir-se em mil e uma formas diferenciadas.
Que se lixe o espaço!

Não é trágico que não se saiba.
Nada é trágico desde que haja suficiente distância entre o fenómeno e a consciência.
Que se lixe a consciência!

amm


publicado por prólogo às 22:54
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Forma

Rasto

Eco

Conto

Adiamento

Vácuo

Longe

Surpresas

Ácido

Cansaço

arquivos

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds